Esperança que nos traz coragem de querer

A esperança é um sentimento que nos faz crer que conseguimos realizar os nossos desejos com confiança.
Etimologicamente, a palavra esperança vem do verbo esperar, ficar na expetativa que algo aconteça. Espero que melhore, espero que corra bem, e isto não se trata de esperança, mas sim de esperar. A espera, assim como a expetativa, traz-nos sofrimento. As pessoas que esperamos que não nos magoem são aquelas que acabam por nos magoar, e isto deixa-nos extremamente desapontados.

Se há uma crise financeira nós esperamos que ela passe. Quando acontece uma catástrofe natural, nós esperamos que ela acalme, mas se continua, ficamos aborrecidos e extremamente magoados. A espera, a expetativa, magoa-nos e o resultado disso é o medo, a negatividade e a insegurança.

Se olharmos para onde colocamos as nossas expetativas vemos onde estão as nossas fragilidades e, por isso, magoamo-nos. Obviamente, iremos ter sempre expetativa, mas quando ela é muito alta em relação à realidade, acabamos por nos frustrar e até mesmo deprimir.

Quando faço um percurso e escolho uma rua que depois me apercebo que é sem saída, fico lá a chorar porque não tem saída, porque não tenho mais para onde ir? Ou regresso e tento outro caminho? É necessário fazer algo diferente, ter outras escolhas. As crises são fases boas para termos oportunidades de crescimento, desenvolvimento individual e coletivo.

Todo o ser humano passa por dificuldades na vida e, nem sempre tem o acompanhamento necessário, nem a ajuda que pretende, mas há algo que o pode alentar, a esperança, aquela que renova a vontade de lutar para solucionar os problemas.

Ter esperança é ir atrás dos nossos objetivos, ter dedicação e fazer algo para alcançá-los, já esperar é uma atitude de quem se acomoda, espera sem fazer absolutamente nada, já dizem os antigos sabiamente: “quem espera, desespera”.

A esperança é a coisa mais importante na vida, sem ela o ser humano é alguém morto por dentro. A esperança alivia e previne a depressão.

Esta característica pode ser desenvolvida ao longo da vida, já que o nosso cérebro possui capacidade de criar continuamente novas conexões, a neuroplasticidade, pode ser através de mudanças, conquistando habilidades perdidas, ou mesmo aprendendo novas estratégias, pelas inúmeras possibilidades que podemos escolher fazer.

Todos sabemos o poder que a palavra tem, não é? Existem momentos em que certas palavras têm o poder de transformar alguém que está a deixar escapar a vida pelos dedos em alguém vigoroso e com vontade de viver. Essas palavras despertarão emoções para amar a vida com esperança, onde mais tarde ou mais cedo podemos mudar o amanhã. As nuvens sempre existirão, mas é certo que irão afastar-se para deixar mostrar o sol que brilha durante o dia. “Enquanto as estrelas brilharem, ainda haverá esperança na vida.” – Érico Veríssimo

Nada na vida é permanente, nem as crises e nem as bonanças o são. É preciso não desistir perante um obstáculo, desistir é muito fácil, qualquer um sabe fazê-lo, mas quando usa toda a sua capacidade, coragem e determinação, irá com certeza aprender a calibrar as suas ferramentas para vencer. O êxito acontece após reavaliar e corrigir todos os fracassos.

O sucesso é o resultado de muitos fracassos tentados, melhorados e corrigidos. Já o fracasso advém sempre da falta de esperança, no comodismo de acreditar que não consegue lutar para vencer os desafios da vida.

Tente todas as possibilidades, a vitória é, nada mais, nada menos, que o resultado de imensas derrotas, mas que foram corrigidas. Mantenha sempre a esperança presente no seu coração, porque mesmo nos momentos difíceis, mesmo que as nuvens impeçam de ver o brilho do sol, da lua e das estrelas, sempre encontrará as soluções que precisa para alcançar o sucesso.

Aqui pode aceder aos artigos escritos pelo autores Joel Reis e Nuno Cardoso, fundadores da Brighid Terapias Integrativas.
Direitos de autor protegidos pela lei internacional. Caso deseje copiar algum dos textos por favor indique este website. Em caso de descobrir textos deste site que tenham sido copiados, e não tenham a sua origem no final, faça o favor de nos contactar para o e-mail geral@brighid.pt

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.