Só há um tempo em que é fundamental despertar. Esse tempo é agora.

A gratidão engrandece a alma

Texto escrito e publicado por Brighid. (2018). A gratidão engrandece a alma. Revista Portugal Holístico, 05: 09-11




Expressar a gratidão é uma virtude que precisa ser desenvolvida diariamente. Quando agradecemos valorizamos a vida, reconhecemos o valor do que temos e do que somos.


Desde criança, fui educado pelos meus pais, avós e professores para ter bons modos: “quando precisas de algo, pede por favor”, “em situações em que foste ajudado, agradece”. Esta gratidão é importante para vivermos na sociedade. Agora, como é que nós vivemos a gratidão connosco, com a vida e com o Universo? Qual a importância de agradecer e o que devemos agradecer? Será que agradecemos tudo aquilo que é bom?


Até o que é bom para nós, esquecemos de valorizar e de agradecer, não é? Na maior parte do tempo, somos ingratos e esquecemos de lembrar de agradecer o que já possuímos. É como se aquilo já estivesse garantido. Ao sermos gratos estamos a valorizar o que temos. Mas a maioria das pessoas apenas valoriza o que perde, o que teve e não o que tem. Passamos a maior parte do tempo a reclamar, é muito comum. O emprego que temos e não gostamos, contestamos as pessoas que nos rodeiam, queixamo-nos do sol no verão, protestamos da chuva no inverno. E poderia continuar a enumerar situações que reclamamos e, por isso, não agradecemos.


Ao entrar num estado de reclamação as coisas ficam mais difíceis. Podes nem perceber, mas quando te colocas nesta posição, estás num lugar de vítima, e isto não te deixa avançar, quando se é vítima, não se pode fazer nada para a situação melhorar. É importante adotarmos uma atitude positiva, agradecendo desde a hora que acordamos até a hora de dormir. Quando fazemos isso, abrimos o nosso coração e a nossa compreensão, valorizando as bênçãos que recebemos todos os dias. Desse modo, passamos a perceber as dádivas que não havíamos notado e começamos a sentir como estamos a ser protegidos, amparados e auxiliados tantas e tantas vezes.


Geralmente, as pessoas que têm o hábito de reclamar de tudo, passam o tempo a pedir alguma coisa. E isso tem um imenso efeito de autodestruição, é como se estivéssemos sempre mal, alimentamos as nossas frustrações e irritamo-nos. Estamos sempre dependentes do exterior, daquilo que ainda não temos. A pessoa que reclama de tudo está em desarmonia com a vida.


Praticar diariamente a gratidão é talvez o exercício mais profundo na vida de um ser humano. Quando somos iniciados no Reiki ao grau Shoden, a primeira iniciação, aprendemos os cinco princípios preconizados por Mikao Usui, que nos ajudam a conviver em sociedade e em interdependência.


Um desses princípios é: “Só por hoje, eu agradeço as minhas várias bênçãos”, no início, exprimimos a frase de uma forma forçada e estranha, mas gradualmente, o nosso coração começa a abrir-se. Até a nossa mente começar a ficar curiosa em perceber o que há para agradecer, despertando a nossa atenção em pequenos detalhes que antes não eram reparados.


Sermos gratos significa o reconhecimento das bênçãos divinas, independentemente do seu tamanho. Imagina, a partir de agora, agradecer tudo, a todo o momento, dia após dia. Acordo e agradeço o dia, agradeço porque posso escovar os dentes, agradeço a roupa que estou a vestir, saio para o trabalho e agradeço. Vou pelo caminho e digo bendito o céu, bendita a luz e bendito o sol. Sou grato pela pessoa que me impede de circular na estrada. Mas devo agradecer por alguém me bloquear o trânsito? Exatamente, continuarei a praticar a gratidão. E são nas situações difíceis que o desafio de praticar a gratidão é maior. Afinal, as dificuldades e as perdas ensinam-nos muito a amadurecer e a fortalecer-nos emocionalmente.


No decorrer da nossa vida teremos muitos acontecimentos de situações boas e outras das quais não gostamos. Ora, isto dá-nos imensas oportunidades para despertar a nossa mente-iluminada, tanto as situações boas como as negativas. No Reiki, quem o pratica, tem em mente que as experiências negativas nos tornam mais maduros e evoluídos e, por isso, lidaremos com eles de maneira diferente.


Os acontecimentos são o que são, agora, a atitude que temos é que vai transformar em algo bom ou mau. O motorista que me cercou no trânsito trouxe-me uma oportunidade para treinar os meus reflexos e a habilidade na condução, assim como treinar a minha compaixão com o exercício de me identificar com ele, porque terá os seus motivos. Oferece também uma oportunidade de agradecer a vida que tenho, ou o valor que a vida tem de eu, naquele momento, estar bem.


A gratidão simboliza aquilo que acreditamos e confiamos na vida. Pedir “Deus dá-me saúde”, “Deus arranja-me um trabalho”, “Deus faz isto”, “Deus faz aquilo”. Isto é para quem não tem fé. A verdadeira fé é a entrega absoluta. Não temos que pedir nada, não temos que reclamar de nada. Apenas ser grato.


O reconhecimento ajuda-nos a compreender a impermanência. Termos consciência que nada é eterno, que tudo muda. Observamos isso nas nossas amizades, nos nossos relacionamentos, nas estações do ano, na economia e no emprego. Certamente aquela expressão popular “Não há mal que sempre dure, nem bem que nunca acabe.” A Terra, o Universo, estão em constante movimento e, devemos ser gratos por isso, a impermanência das coisas, da vida, proporciona várias oportunidades de aprendemos a ter capacidade de lidar de forma profunda, iluminada e sábia com as dificuldades que nos deparamos.


Todos os praticantes das técnicas de Reiki têm o hábito de agradecer, este ritual causa um efeito muito positivo e conduz-nos a tomar uma maior consciência do que estamos a fazer, e a valorizar a própria vida. A valorizar tudo o que foi feito anteriormente, para chegar até nós.


Viver a praticar a gratidão transporta-nos para um círculo natural de abundância. Transforma a reclamação em reconhecimento, ajudando-nos a focar naquilo que temos, ao contrário daquilo que desejamos ter. O Universo é abundante, basta olhar ao nosso redor e agradecer.


A gratidão ameniza as dores emocionais, como a depressão, a tristeza, a solidão e a ansiedade. É muito vantajoso criar um diário de gratidão, ou escrever uma lista onde descrevemos as situações que trazem esse sentimento-. Eu recomendo isto aos meus alunos e consulentes que apresentam depressão, ansiedade ou os que se vitimizam demais. Portanto, quando damos graças às nossas bênçãos, valorizamos os aspetos positivos da vida, enfatizando, e menosprezando as reclamações.


Ao aprender com as dificuldades tornamo-nos mais pacientes, compassivos, amorosos e pacíficos. O Reiki também nos auxilia a estarmos abertos para as lições de vida que nos fortalecem. No momento em que percebemos esse detalhe, estaremos a praticar a verdadeira gratidão.


Manifestar gratidão, é fazer pelas pessoas o que gostaríamos que fizessem por nós, às vezes, até mais. “A velha raposa jamais esquece a colina onde nasceu; a tartaruga branca retribui a gentileza que havia recebido de Mao Pao. Se mesmo as criaturas inferiores sabem o suficiente para agir assim, então, os seres humanos deveriam fazê-lo muito mais!” (Nitiren Daishonin). Neste escrito, o buda Nitiren ensina a importância de retribuir o sentimento de gratidão com os pais, aos mestres (professores, pessoas que nos ensinam) e com todos os seres.


Exprimir gratidão não é algo da noite para o dia, é necessário observar a todo o momento as circunstâncias que nos levam a sermos indivíduos melhores. Posteriormente, devemos ser gratos às pessoas que nos ajudam, nos compreendem e também que nos prejudicaram. Todos esses componentes são importantes para polir a nossa personalidade.


Começa a ser grato pelo que tens, e também por aquilo que desejas. Desafia-te todos os dias a agradecer pelo menos três coisas no final do dia, e anota num caderno que podes chamar de caderno da gratidão.


A prática de gratidão faz parte da abertura do coração de compaixão. Mas, não é por isso que vamos ser submissos e deixar um agressor impune. É uma diferença de atitude, de postura interna que estamos a desenvolver. Às vezes, as ações firmes são necessárias. Mas podemos ter gratidão e compaixão até por um agressor, denunciando-o. Aqui estamos a enfrentar as dificuldades para nos fortalecer internamente.


Começa hoje, neste exato momento. Sê grato pela vida e pelas oportunidades que surgem todos os dias, mudando o pensamento de “o que eu tenho que fazer hoje?” para “o que eu posso fazer hoje pelas pessoas?”


Vamos fazer um exercício, e se hoje só tivesses apenas o agradeceste no dia de ontem? Hoje seria um dia bem difícil, concordas? Esta pergunta já dá para medir o tanto de coisas importantes que já possuímos no dia a dia e que, por estarem ali tão presentes e fáceis, não damos o valor devido.




Joel Reis*. (2018). A gratidão engrandece a alma. Revista Portugal Holístico, 05: 09-11


(*) Mestre e Terapeuta de Reiki Essencial e fundador da Brighid Terapias Integrativas em Esmoriz-Ovar

“Com motivação, até a flor mais murcha do campo vira rosa.” Raphael Carmo