Só há um tempo em que é fundamental despertar. Esse tempo é agora.

Escolher Terapeutas e Mestres de Reiki credíveis

Texto escrito e publicado por Brighid (novembro, 2017)




Hoje em dia vivemos numa sociedade que cada vez mais procura ajuda para melhorar o auto conhecimento, transformação interior, realização do propósito de vida, ... É a evolução da humanidade do século XXI. Muitos procuram o Reiki para responder à evolução. Acho fantástico. O primeiro passo está a ser dado no rumo certo. O passo seguinte é escolher bem o Terapeuta ou Mestre de Reiki que nos permitirá dar ferramentas e auxiliará nesta caminhada. Mas é este passo que é preciso fazê-lo bem.


Tenho sabido de muitas histórias contadas por alunos de Reiki em diversos graus que dizem ter sido iniciados em cursos de apenas um dia, ou num fim de semana e que depois são esquecidos e nem são acompanhados após o curso para tirar dúvidas, nem têm oportunidade para partilharem experiências. Ora, quando tento perceber também o que aprenderam concluo que sabem muito pouco, e muitas das vezes desistem por não compreenderem as transformações que lhes foram acontecendo. Isto demonstra que o aluno não procura ser acompanhado, ou o Mestre escolhido apenas se importou em dar o curso e receber o dinheiro. O Mestre para mim é alguém que acompanha o aluno, apadrinhando-o. Nos cursos que lecionamos criamos aulas após o curso, as partilhas de Reiki. Isto permite ao aluno conviver, tirar dúvidas, trocar energia Reiki, partilhar experiências e praticar com outros. Sentem-se mais acompanhados quando precisam. Há alunos que nos pedem para fazer novamente o curso pois sabem muito pouco e sentiram-se abandonados durante as suas autocuras de 21 dias e no após. E depois apercebem-se realmente as diferenças de um curso para o outro.


Outra situação que acontece é haver Mestres que fazem cursos à distância, On-Line, ou que ensinam "Reiki" diferente daquilo que realmente o Reiki é. Rezam nos cursos, falam e falam das suas vidas, facultam um manual só após a conclusão do curso - quando deveriam facultar no início - etc.


Até há aqueles que dizem que são Mestres de Reiki mas nunca tiveram uma iniciação e por isso omitem a sua linhagem. Aquilo que sabem é o que leram em livros, mas nunca passaram pelo ritual de iniciação. Infelizmente existem muitos alunos enganados que sem saberem não receberam Reiki nenhum. E isto é lamentável, pois vivemos numa sociedade muito "fast", cursos de pouco tempo, e bem perto de nós. Onde se procura soluções rápidas, sem haver aprendizagem, nem auto-análise de comportamentos.


É preciso questionarmos, devemos estar atentos a tudo, sem distrações do que se passa. Não podemos permitir que haja continuidade de Mestres de Reiki que nunca o foram. Um Mestre de Reiki tem de passar pelos graus 1, 2 e 3 através de uma iniciação de outro Mestre de Reiki. Só assim é que se pode assegurar a passagem correta dos símbolos, princípios, leis e entre outros conhecimentos.


Além do que referimos, tem havido muitas burlas de Reiki. O Reiki é sem dúvida magnífico, e cada vez mais está a ser divulgado em todo o mundo, mas há quem use o bom nome do Reiki para ficar bem visto, ou para ganhar dinheiro com algo que não é Reiki. Criando consultas espirituais, de conversa, sem haver a troca energética, ou para fazerem limpezas com velas, orações, etc. Não estamos a dizer que não possa ajudar-nos, mas isto não é Reiki, caros leitores. O Reiki é troca energética, através de toque suave ou aproximação de mãos nos diferentes chakras e transformação e auto-conhecimento de padrões, etc.


Cuidado com os Terapeutas que abusam das pessoas. Nenhum Terapeuta pode assediar alguém, nem pode obrigar o consulente a tirar a roupa, nem muito menos fazer manipulação do corpo ou massagens. Existe muita boa gente que detesta Reiki por ter experienciado um assédio ou abuso. Libertem esse preconceito. O que tiveram não foi uma consulta de Reiki.


É preciso divulgar a todos o Reiki, a forma correta de o encontrar e incentivar as pessoas que o recorrem a questionar sempre os seus terapeutas e Mestres.


Eis que deixamos aqui algumas dicas importantíssimas para que todos nós sejamos defendidos e para que os alunos e consulentes não se deixem enganar:



Numa consulta

☯ Perguntar quantos tratamentos o terapeuta fez;

☯ Onde tirou o curso e qual a sua linhagem. Por exemplo, Reiki Essencial, Reiki Tradicional, Reiki Tibetano, Karuna Reiki, ... (Não é que seja importante mas serve para testar se realmente fez o curso de Reiki);

☯ A consulta dura entre 45 min a 90 min;

☯ Há terapeutas que apontam algumas informações sobre a pessoa para criar objetivos e conhecer a evolução;

☯ Sapatos, óculos, relógio, cinto e jóias podem ser tirados para seu conforto, unicamente se o cliente o desejar. Coloque tudo dentro da sua bolsa ou num único local para não se esquecer dos seus pertences. E o paciente continua vestido ao longo do tratamento;

☯ O terapeuta coloca as mãos suavemente sobre ou perto do corpo, tal deve ser explicado antes da sessão iniciar;

☯ O terapeuta move-se ao longo do corpo, provavelmente colocando as mãos sobre algumas ou todas essas áreas: a cabeça, ombros, barriga, pernas e pés, no entanto deve demonstrar primeiro ao paciente onde as colocar para não causar qualquer desconforto;

☯ Para pacientes com idades inferiores a 18 anos recomenda-se a presença de um encarregado de educação/tutor;

☯ Código de ética de terapeutas de reiki, empatia/simpatia e confidencialidade.O Karma é uma lei espiritual natural ou o princípio que governa todas as nossas interações. O karma surge com o que plantamos, o que semeamos, através de nossos sentimentos, atitudes, palavras, pensamentos, ações e relacionamentos. Estas sementes desenvolvem-se e crescem ao longo do tempo. E traçam a nossa alma e a nossa personalidade. O karma não deve ser entendido como algo mau para nós. Até porque podemos ter conquistas positivas e propiciadoras do bem, com sensatez e que permitam a evolução.



Escolha de um mestre de Reiki

☯ Saber a sua linhagem;

☯ Quantas iniciações já fez e há quanto tempo é mestre de reiki;

☯ Como está organizado o curso, sala adequada para a formação, data de aulas, acompanhamento (durante e após o curso), manual explicativo e obtenção de certificado;

☯ Código de ética de mestres de reiki, empatia/simpatia e confidencialidade.



Não se deixem enganar, fiquem atentos e divulguem esta informação.

“Com motivação, até a flor mais murcha do campo vira rosa.” Raphael Carmo